Vaga-lumes

05 abr 2018NandoAlvez 39

Um brilho cintilante, uma abertura no escuro
Um momento suave em que finalmente
eu havia encontrado a paz.
Lembro como ontem
Daquele silêncio profundo
Em que num encontro secreto com minha alma
Sua voz finalmente me deixou dormir.
Tenho pensado em tantas coisas
Desde aquele dia em que resolveu partir
Como um carrasco, me aprisionando em lembranças
a luz dos vaga-lumes me liberta
Para esta realidade incerta.

Sobre o autor

@nandoalvez